Mulheres Na Ciencia

Eventos e prêmios em favor da diversidade de gênero no ambiente acadêmico

A Universidade Federal de Minas Gerais está ofertando o 1º Congresso de Mulheres na Ciência. O evento acontecerá nos dias 27 a 31 de agosto e seu principal objetivo é divulgar trabalhos de diversas áreas do conhecimento, de autoria exclusivamente feminina. Serão 40 estudos apresentados ao longo do congresso. A iniciativa contará também com debates entre as participantes em torno dos desafios da desigualdade de gênero na academia, procurando apontar meios de superar essas barreiras.

Leia mais em: 1º Congresso de Mulheres na Ciência da UFMG

Outra iniciativa de promoção de ciência para mulheres está sendo feita pela Sociedade Brasileira de Química, que abriu as inscrições para o Prêmio para as Mulheres Brasileiras em Química e Ciências Relacionadas 2018. As inscrições vão até o dia 1º de agosto de 2018 e contemplam três categorias: Líder emergente na química e ciências relacionadas, Liderança na indústria ou Liderança na academia. As vencedoras serão contempladas com o valor de 2.000 dólares, além de um uma licença válida por três anos para acesso à base de dados indexadora de conteúdos científicos SciFinder. O resultado da premiação será divulgado em 1º de setembro, em um simpósio que celebrará a diversidade na ciência, na FAPESP, São Paulo.

Para mais informações acesse o Portal da Chemical & Engineering News (C&EN), patrocinadora do prêmio.

Além disso, o Prêmio Para Mulheres na Ciência, promovido pela Unesco em parceria com a L’oreal, está em período de avaliação das candidaturas, e as vencedoras serão anunciadas no início do próximo mês de agosto. Com um aumento de 35% nas inscrições em comparação com as do ano anterior, as áreas com maior número de candidatas são as Ciências da Saúde e Ciências Biológicas. Para atrair um público maior nesta edição os organizadores contaram com a ajuda da internet, com Youtubers, vídeos com participação de vencedoras de edições anteriores, e campanha nas redes sociais, de forma a expandir a informação sobre a premiação e assim atrair ainda mais candidatas para dentro do cenário acadêmico empoderador. Além de ser uma iniciativa de grande visibilidade nacional, o Prêmio Para Mulheres na Ciência abre portas para que as candidatas sejam selecionadas na modalidade internacional da premiação, em que são selecionadas 15 cientistas femininas ao redor do mundo que estão promovendo ciência. A vencedora da edição internacional anterior foi a mineira Rafaela Ferreira, que concedeu uma entrevista para o nosso portal! Leia aqui.

Para saber mais sobre o Para Mulheres na Ciência, acesse o Portal.

Essas são algumas das iniciativas nacionais de incentivo à estudos feitos por pesquisadoras mulheres. É preciso debater as barreiras de gênero na academia e a divulgação de projetos como esses ajuda na promoção do debate em torno do tema, e na busca por soluções mais eficazes para que homens e mulheres tenham oportunidades iguais na ciência.